• (61) 3037-5293
  • comercial@denengenharia.com.br
IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELA CONSTRUÇÃO CIVIL E COMO REDUZI-LOS
04 DE Julho de 2019

IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELA CONSTRUÇÃO CIVIL E COMO REDUZI-LOS

Dentre todos os setores da indústria, o setor da construção civil é o que mais consome recursos naturais. Nesse post você vai entender quais são os principais impactos causados pela construção e quais são as suas consequências e como reduzir esses impactos.

A construção civil é um setor muito importante para a sociedade, pois traz diversas transformações ao meio em que vivemos gerando desenvolvimento e evolução, proporcionando melhores condições de vida para a população. É por meio da construção civil que são construídas casas, prédios, aeroportos, portos, hospitais, escolas, faculdades, estradas e mais uma infinidade de obras que impulsionam a economia e geram milhares de empregos.

Mas, nem tudo são flores, já dizia a expressão popular. A construção civil é sim, muito importante e nos traz diversos benefícios. Entretanto também traz alguns pontos negativos que são os impactos ambientais causados pela construção. E também os impactos gerados pelos desperdícios na obra. E é sobre isso que vamos falar nesse artigo, então vamos lá!!!

A construção civil pode causar diversos impactos ambientais, tais como o consumo dos recursos naturais e a modificação da paisagem para produzir os insumos que serão necessários para uso no canteiro de obra. A geração de resíduos e entulhos no canteiro. Mudanças no solo e na vegetação, aumento no gasto de energia elétrica, dentre outros.

Muitos desses impactos tornam-se necessários para que essa indústria continue contribuindo para o desenvolvimento do país e de suas tecnologias. No entanto muitos podem ser evitados, levando inclusive a uma economia financeira. Vamos falar um pouquinho sobre alguns dos principais impactos gerados pela construção civil e também sobre como preveni-los ou evita-los.

- Aquecimento Global

O aquecimento global é o processo de aumento da temperatura média dos oceanos e da atmosfera da terra causado por massivas emissões de gases que intensificam o efeito estufa, originados de uma série de atividades humanas, especialmente a queima de combustíveis fósseis e mudanças no uso da terra, como o desmatamento, bem como o de várias outras fontes secundárias.

A construção civil ajuda a aumentar esse aquecimento quando desmata para construir. Ainda não existe uma legislação específica que prevê, por exemplo, o replantio de árvores para minimizar os danos gerados durante a obra.

No entanto, muitas empresas estão adotando medidas como repaginamento dos seus projetos para incluir mais áreas verdes, como uma forma de melhorar o bem estar ambiental e atrair mais clientes.

Em construções com pouco espaço para incluir essa área verde, as empresas têm adotado a implantação da mesma no último pavimento, dessa forma as corporações conseguem beneficiar a natureza e aperfeiçoar o espaço da construção.

- Desperdício de Água e Aumento do Consumo de Energia

É difícil controlar e quantificar o desperdício de água, mas sabe-se que esse é um dos impactos ambientais mais sentidos em decorrência dos trabalhos dessa indústria. Por isso é muito importante preparar as construções para reaproveitar as águas da chuva, dessa forma será possível amenizar o desperdício hídrico que acontece com frequência.

No decorrer da obra é comum o gasto elevado de água no canteiro, para limpeza do ambiente pois sempre há um grande acumulo de poeira e sujeira. Essa limpeza é necessária para proteger inclusive a saúde dos trabalhadores.

Em relação ao consumo de energia ainda há um grande desperdício nos canteiros de obra, como por exemplo, deixar maquinário ligado enquanto não está sendo usado, entre outras coisas.

Quando paramos para pensar de forma isolada, podemos chegar a conclusão de que uma única construção não vai aumentar muito o consumo de energia de um município. Entretanto um novo bairro em uma cidade ou mesmo a evolução de grandes cidades com o decorrer dos anos, nos faz perceber que o consumo de energia aumenta consideravelmente com a chegada de novas edificações.

- Geração de Resíduos ou mais Popularmente Entulho

O setor da construção civil é um dos que mais geram resíduos decorrente de suas atividades. O desperdício de materiais em uma obra e o consequente descarte de resíduos gera custos tanto para a empresa quanto para a sociedade de forma geral. Isso porque o desperdício de material gera gastos para a empresa que acabará repassando parte do prejuízo para o consumidor final. E, além disso, ainda vai gerar gastos para o poder público que terá que recolher fazer um tratamento adequado e descartar o material corretamente.

Uma das formas de melhorar essa situação é controlar a superprodução, ou seja, reduzir ao máximo o que não será aproveitado de fato. Com isso é possível diminuir os custos da obra e todos os impactos causados pela geração de resíduos.

É possível também diminuir a geração de resíduos usando materiais reutilizáveis, como por exemplo, escoras metálicas em substituição as de madeira. O aproveitamento dos resíduos também contribui para a diminuição dos riscos de assoreamento nos rios, a contaminação de mananciais e para o acumulo de entulhos em geral, que geralmente estão associados aos vetores de proliferação de várias doenças.  

- Poluição do meio ambiente e poluição sonora (geração de ruídos)

O desrespeito as leis e normas na hora de construir pode causar uma serie de danos ao meio ambiente, influenciando inclusive no aumento da poluição. Um exemplo disso são os sistemas de tratamento de esgoto construídos de forma incorreta. Outra questão importante é a forma de armazenar materiais para a construção, se feito da forma errada podem poluir o solo, a água e o ar.

Além da poluição ao meio ambiente existe ainda a poluição sonora causada pelas obras. Durante a construção de um edifício, por exemplo, é nítido os impactos sonoros causados pelas obras. Mas não para por aí na etapa da construção, existem edificações que mesmo depois de prontas ainda causam muitos ruídos com o seu funcionamento. Exemplo disso são: estádios de futebol, shoppings, casas de shows, estações de metrô e ônibus, que podem causar muito barulho e desconforto a vizinhança com o simples fato de estarem funcionando.

Para amenizar e também evitar esse tipo de dano e desconforto a população local é de extrema importância observar o plano diretor da cidade onde está sendo construída a edificação.

Outra forma de contribuir para redução dos impactos ambientais causados pelas construções são a implantação de parques, o replantio de árvores nas áreas públicas, o tratamento e descarte correto dos resíduos das obras, a criação de novas redes de tratamento de esgoto.

Podemos concluir que os impactos ambientais causados pela construção civil são inevitáveis, para que tenhamos a continuidade do desenvolvimento e do progresso em nosso país. Entretanto o setor da construção civil pode atuar como um agente transformador seguindo politicas para redução dos impactos que são prejudiciais ao meio ambiente, ainda há uma grande margem para diminuição dos desperdícios como, por exemplo, reaproveitando melhor os materiais sobressalentes nas obras.

Construção sustentável é a nova forma de pensar e projetar. Essa ideia vem da engenharia civil como uma forma de projetar voltada para preservar o meio ambiente. Que vai além de poupar recursos naturais durante toda a produção e pós-construção da obra e ainda pode ser aplicado a qualquer tipo de estrutura, desde casas populares e pequenas até grandes construções.

Nesse modelo de construção é fundamental a utilização de materiais recicláveis e de menor impacto ambiental. Agregando dessa forma mais valor e qualidade de vida a sociedade.

 

Está gostando dos nossos artigos!? Tem alguma sugestão de tema para nos sugerir? Entre em contato conosco através de nossas redes sociais.

 

Siga-nos: @dn.engenharia

VEJA

ALGUMAS FOTOS

titulo da postagem